Categories: Evangelho, Lucas Tags: , Leave a comment

Devemos pedir que Jesus cure nossos males (LC 4, 38-44)

Todos temos que precisam das mãos de Jesus para , mas Ele não invade nossas vidas sem que estejamos de coração aberto, por isso, é necessário que peçamos a intervenção Dele, de livre vontade.

O Evangelista Lucas não conviveu diretamente com Jesus. Sua narrativa foi elaborada a partir de outras pessoas que testemunharam a vida, morte e ressurreição de Cristo. Especialistas apontam que Lucas era médico e possuía amplo conhecimento da língua grega, o que pode ser constatado através dos detalhes e refinamento dos textos Bíblicos de sua autoria.

Por conta exatamente desse diferencial cultural é que percebemos em passagens como a de hoje, detalhes discretos que revelam riquezas de exemplos para nós. Claro que Jesus, sendo o filho de Deus, não precisava que lhe avisassem que alguém estava doente, muito menos de permissão para curar as pessoas, mas aguardava que o procurassem com liberdade para pedir graças, como o ocorrido com a sogra de Simão. Outro detalhe que chama atenção, é o cuidado de descrever que Jesus curou um a um dos doentes que a Ele foram levados, do entardecer ao ariar do sol.

A riqueza do texto de Lucas deixa claro o quanto Jesus está de braços abertos para realizar curas a qualquer momento em nossas vidas, mas espera que tenhamos a atitude de pedir pelas graças que desejamos. O pedido é, antes de qualquer coisa, uma forma de reconhecimento de que Ele pode nos trazer a condição de saúde e, a partir dessa consciência, um milagre já começa a operar em nossos corações, pois o reconhecimento se transforma em esperança, a esperança alimenta a fé e a fé já é o próprio início da cura!

Peçamos a Jesus que toque nossas vidas e cure os males que nos atingem para assim como a sogra de Pedro, comecemos nós também a retribuir com nosso serviço ao próximo.

Carlos Amorim Junior

A Comunidade é feita por todos, partilhe você também!

Partilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Carlos Amorim Junior

Católico por amor, Cristão em tempo integral, apaixonado pela família, Ministro Extraordinário da Sagrada Comunhão, postulante a acólito, formador de grupos de Batismo e Crisma ou simplesmente alguém apaixonado por Jesus que tenta à sua maneira, Evangelizar através da tecnologia.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.